Brown volta a cobrar de Olmert cessar-fogo imediato em Gaza

Londres, 3 jan (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, falou hoje de novo com seu colega israelense, Ehud Olmert, de quem voltou a cobrar um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza, informou um porta-voz do Governo britânico.

EFE |

"O primeiro-ministro falou de novo hoje com Olmert e fizemos um apelo para que ponha fim à ação militar israelense em Gaza. Muita gente morreu e precisamos de tempo para levar ajuda humanitária aos que necessitam", disse o funcionário.

O Governo britânico afirmou que está "trabalhando" em regime de "urgência com os parceiros internacionais para fazer frente às causas subjacentes do conflito, incluindo o tráfico de armas que tem como destino a Faixa de Gaza".

"É necessária uma ação para reabrir a fronteira entre Gaza e o Egito, mas de modo que não enfraqueça a segurança de Israel. Como deixou claro o primeiro-ministro (Brown), deve prevalecer a moderação", acrescentou o porta-voz.

Em Londres, capital do Reino Unido, milhares de pessoas saíram às ruas hoje para exigir o fim da agressão militar contra Gaza.

A Polícia disse que a marcha atraiu entre 5 mil e 6 mil pessoas, ao passo que os organizadores divulgaram que entre 60 mil e 75 mil manifestantes participaram do protesto.

Uma das participantes da passeata, a cantora Annie Lennox, disse que estava no evento "como mãe, não como ativista política", e acrescentou: "Não sou pró-ninguém. Estou aqui em defesa dos direitos humanos".

"Temos diante de nós uma enorme tragédia em termos de direitos humanos. A idéia de um ataque aéreo combinado com uma guerra por terra em uma área tão pequena como Gaza é inimaginável. Já há 2 mil feridos. Será um banho de sangue", declarou a artista. EFE fpb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG