Brown visita centro de reeducação de extremistas na A.Saudita

Londres, 2 nov (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, visitou hoje um centro de reeducação de terroristas na Arábia Saudita e cumprimentou dois homens que passaram seis anos detidos na base americana de Guantánamo, em Cuba.

EFE |

O líder trabalhista percorreu as instalações do chamado centro de "desradicalização", no qual 1.200 indivíduos suspeitos de terrorismo de baixo nível são reeducados mediante um programa de educação religiosa e psicológica, segundo informou a "BBC".

A instrução, que inclui também atividades esportivas e prática artística, tem como objetivo preparar esses jovens para a vida na sociedade civil saudita.

Um dos suspeitos de terrorismo com quem o premier falou disse a Brown que seria pai em breve e o político britânico desejou sorte a ele.

A visita de Brown à Arábia Saudita e outros países do Golfo Pérsico obedece a seu desejo de conseguir que seus Governos, que dispõem de grandes reservas de petro-dólares, contribuam para a solução da atual crise econômica.

Segundo a "BBC", Brown conseguiu o compromisso de Riad de contribuir para um fundo destinado a salvar de uma possível quebra os países mais vulneráveis e que seria controlado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Alguns observadores expressaram seu temor de que, caso mais países em dificuldades recorressem ao FMI, como fizeram já Islândia, Hungria e Ucrânia, essa instituição não teria reservas suficientes para ajudá-los.

É nesse ponto que poderiam intervir os países petroleiros do Golfo, já que o FMI calcula que os fundos soberanos desses países representem já entre US$ 2 e US$ 3 trilhões e podem chegar, em 2013, a um número de entre US$ 7 e 11 trilhões. EFE jr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG