Brown visita Afeganistão e Paquistão para discutir estratégia antiterrorista

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, fez uma visita surpresa a Cabul nesta segunda-feira para discutir com o presidente Hamid Karzai uma estratégia de luta contra o terrorismo e, em seguida, viajou ao Paquistão para uma reunião com o presidente Asif Ali Zardari.

AFP |

"Nós queremos apoiar as autoridades paquistanesas na luta contra a ameaça terrorista e depois falaremos sobre a forma como que podemos trabalhar juntos", afirmou Brown.

Ele disse ainda que o novo enfoque, que será divulgado publicamente na quarta-feira, tratará Afeganistão e Paquistão como dois países "diferentes mas complementares".

O chefe de Governo britânico visitou as tropas do país em Camp Bastion, na província de Helmand (sul do Afeganistão), assim como a capital provincial, Lashkar Gah, antes do encontro com Karzai.

A Grã-Bretanha é o segundo país que mais contribui com tropas estrangeiras ao Afeganistão, atrás apenas dos Estados Unidos. Londres tem 8.300 militares na Força Internacional de Assistência à Segurançad (Isaf) da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), sobretudo no sul do país, um reduto da guerrilha talibã.

O anúncio sobre a estratégia militar foi provocada pela crescente preocupação dos países ocidentais com o avanço talibã no Paquistão, que os Estados Unidos consideram o centro da luta contra a Al-Qaeda, e potenciais implicações para a guerra no Afeganistão.

"Nosso enfoque para estes países é diferente, mas deve ser complementar. Nossa estratégia para enfrentar este caldo de cultivo significará mais segurança nas ruas da Grã-Bretanha", afirmou Brown à imprensa.

A nova estratégia será revelada em um discurso no Parlamento de Londres na quarta-feira.

A Grã-Bretanha e outros países integrantes da Otan prometeram 5.000 militares a mais para o Afeganistão, antes da segunda eleição presidencial no país, prevista para 20 de agosto. Os Estados Unidos enviarão 21.000 soldados adicionais.

Karzai aproveitou a ocasião para anunciar que dentro de alguns dias registrará sua candidatura na Comissão Eleitoral para tentar a reeleição.

O primeiro-ministro britânico afirmou a Karzai que viajou ao Afeganistão "como um amigo".

"Vim aqui como um amigo do Afeganistão, quero seguir trabalhando com você da melhor maneira possível, para fortalecer a democracia no Afeganistão e para apoiar o povo afegão nos campos social, econômico e político", declarou.

"Também quero participar no trabalho para erradicar o terrorismo na área e, certamente, das fronteiras do Paquistão", disse Brown.

"Ambos os lados da fronteira têm sido um terreno de cultivo para o terrorismo", acrescentou Brown, antes de pedir ao Afeganistão que "tenha mais responsabilidade por sua segurança".

A visita de Brown a Islamabad coincide com uma contraofensiva do Exército paquistanês no nordeste do país, onde os talibãs ganharam terreno nas últimas semanas graças a um acordo de cessar-fogo considerado pelos Estados Unidos como uma "abdicação" do governo ante os extremistas.

kah/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG