Brown se reunirá com Hillary, Obama e McCain na semana que vem nos EUA

Londres, 12 abr (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, se reunirá na semana que vem nos Estados Unidos com o aspirante republicano à Presidência americana, John McCain, e com os pré-candidatos democratas Hillary Clinton e Barack Obama.

EFE |

Segundo a edição de hoje do jornal inglês "The Guardian", Brown também terá um encontro com o presidente americano, George W. Bush, na próxima quinta-feira, em Washington, mas o objetivo principal de sua visita aos EUA é se reunir separadamente no mesmo dia com McCain, Obama e Hillary.

Todos os três aceitaram as reuniões, que ocorrerão na Embaixada do Reino Unido e na residência do embaixador do país nos EUA, Nigel Sheinwald.

A liberalização do comércio, e as situações de Iraque, Irã e Afeganistão fazem parte da agenda dos encontros, que terão cada um a duração exata de 45 minutos, para evitar qualquer crítica de que o Governo do Reino Unido favoreça alguém.

Como destaca o jornal, a estreita relação do ex-primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair com Bush foi crucial para sua queda de popularidade, mas Brown, como todos os seus antecessores, está consciente da necessidade de uma boa relação com o ocupante da Casa Branca.

De acordo com o "Guardian", o primeiro-ministro do Reino Unido mantém uma boa relação tanto com Hillary quanto com o ex-presidente americano Bill Clinton, e se reuniu com McCain no mês passado em Londres, mas ainda não conhece Obama pessoalmente.

Brown começará sua visita aos EUA na quarta-feira, em Nova York, onde terá um encontro com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e com o presidente sul-africano, Thabo Mbeki.

O primeiro-ministro também se reunirá com o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e analisará a crise econômica com representantes de Wall Street.

Na quinta-feira, Brown terá uma reunião com Bush na Casa Branca, ao término da qual os dois concederão uma entrevista coletiva conjunta.

Segundo o "Guardian", o primeiro-ministro do Reino Unido e o presidente americano abordarão medidas de cooperação para fazer frente à recessão econômica, assim como a situação em países como Irã, Afeganistão e Iraque.

Por fim, na sexta-feira, Brown fará um discurso sobre política externa em Boston, no qual defenderá a reestruturação das instituições internacionais, entre elas a ONU, o Banco Mundial e a União Européia (UE), para fazer frente aos desafios do século XXI.

EFE ep/bba/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG