inquieto com prisão de Aung San Suu Kyi - Mundo - iG" /

Brown se diz inquieto com prisão de Aung San Suu Kyi

Londres, 14 mai (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, disse hoje estar muito inquieto com a prisão da líder da oposição birmanesa, Aung San Suu Kyi, para ser julgada por descumprir os termos da detenção domiciliar.

EFE |

Em declaração divulgada hoje, o chefe do Governo britânico disse que o regime birmanês parece empenhado em ampliar a "detenção ilegal" da líder opositora e Prêmio Nobel da Paz de 1991.

"Está claro que o regime birmanês tem a intenção de buscar qualquer pretexto, sem importar se for tênue, para estender sua detenção ilegal", afirmou Brown.

"A injustiça real, a verdadeira ilegalidade, é que ela está, em primeiro lugar, ainda detida", acrescentou.

"Se as eleições de 2010 terão alguma credibilidade, ela e todos os prisioneiros políticos devem ser libertados para (que possam) participar", especificou o primeiro-ministro britânico.

Brown considera que esse pleito é o único caminho para uma "democracia verdadeira, estabilidade e prosperidade".

A líder da oposição birmanesa entrou hoje em prisão depois que um estrangeiro foi à casa dela em Yangun, onde a opositora esteve confinada durante os últimos seis anos.

Suu Kyi, de 63 anos e que está em delicado estado de saúde, foi levada à prisão de máxima segurança de Insein junto com as duas mulheres que a atendem desde que, em 2003, a Junta Militar ordenou novamente sua detenção. EFE vg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG