farsa - Mundo - iG" /

Brown qualifica segundo turno de eleições no Zimbábue de farsa

Londres, 2 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, qualificou hoje de farsa a realização do segundo turno nas eleições do Zimbábue, e ressaltou que a única etapa válida do pleito foi a primeira, na qual triunfou a oposição.

EFE |

Na sessão semanal de perguntas ao primeiro-ministro na Câmara dos Comuns, Brown afirmou que as eleições válidas foram as de 29 de março, vencidas pelo líder do Movimento para a Mudança Democrática (MDC), Morgan Tsvangirai.

"Levando em conta que o segundo turno foi uma farsa, pelas mãos de um regime que está manchado de sangue, me sinto satisfeito com o fato de que ontem a União Africana tenha pedido o fim da violência e o estabelecimento de um sistema de mediação, e falado sobre um Governo de transição no Zimbábue", assinalou o chefe do Governo.

"Não haverá apoio para a reconstrução no Zimbábue até que a democracia seja restabelecida", acrescentou.

Também respaldou o deslocamento de um enviado da ONU ao país africano, ao tempo que informou que pedirá a outros países que apóiem sanções contra o regime de Harare.

"Vamos pressionar hoje em favor de fortes medidas contra o Zimbábue no Conselho de Segurança. E o faremos também na cúpula do G8, no Japão", disse Brown.

Nos últimos dias, o primeiro-ministro vem pedindo o fim da violência e da intimidação no Zimbábue.

Robert Mugabe tomou posse no último fim de semana como presidente do Zimbábue após as controvertidas eleições de sexta-feira, nas quais concorreu como candidato único, após a retirada forçada de Tsvangirai. EFE vg/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG