Brown pede liberdade a Nobel da Paz e eleições justas em Mianmar

Londres, 27 mai (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, pediu hoje a imediata libertação da Nobel da Paz e líder opositora de Mianmar, Aung San Suu Kyi, e a realização de eleições democráticas no país.

EFE |

"Acho que o mundo inteiro quer ver Aung San Suu Kyi livre", disse o primeiro-ministro em um ato eleitoral do Partido Trabalhista. Para Brown, a líder opositora birmanesa "é uma das pessoas com mais coragem que já viveram".

"Ela merece nosso apoio. É a líder escolhida democraticamente pelo povo de Mianmar. Ficou em prisão domiciliar, na prisão ou ameaçada de prisão durante anos e anos, e deveria estar livre", comentou o premiê.

O líder trabalhista disse que conheceu o marido e o filho da Nobel da Paz e que "toda sua família merece que fique livre, livre da prisão domiciliar, livre da ameaça de encarceramento e livre para participar de eleições democráticas".

Brown terá uma participação no site "64forSuu.org", que será lançado em 19 de junho coincidindo com o 64º aniversário de Suu Kyi.

A página incluirá mensagens de 64 dirigentes políticos e celebridades como George Clooney, David Beckham, Kevin Spacey e Daniel Craig. EFE fpb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG