Brown mostra satisfação com libertação de britânico na Nigéria

Londres, 20 abr (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, expressou hoje sua satisfação com a libertação de um cidadão do Reino Unido que tinha sido sequestrado no ano passado na Nigéria, mas disse que a tomada de reféns nunca é justificada.

EFE |

O Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (Mend) libertou ontem o britânico Robin Hughes, por "motivos de saúde e idade", mas retém o também britânico Matthew Maguire, os dois sequestrados em setembro do ano passado.

"Cumprimento a segura libertação de Robin Hughes. Este será um grande alívio para sua família, para mim e todo o Governo britânico.

No entanto, estou profundamente preocupado com Matthew Maguire, o outro refém em poder desta organização", disse Brown.

"A tomada de reféns - especificou o chefe do Governo - nunca é justificada, qualquer seja a causa, e peço aos sequestradores que o libertem imediatamente".

O Mend, principal guerrilha do sul da Nigéria, disse hoje, em um e-mail, que não recebeu resgate por Hughes, que foi libertado ontem e entregue a "contatos", que o deixaram com responsáveis de sua empresa, após sete meses e meio no poder do grupo na região petrolífera do Delta do Níger.

Hughes e Maguire são empregados de uma empresa de serviços petroleiros que trabalha para outras companhias no Delta do Níger.

EFE vg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG