Brown mede recuperação política em nova eleição parcial na Escócia

Londres, 6 nov (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, poderá hoje medir sua recuperação política em uma nova eleição parcial na circunscrição escocesa de Glenrothes, na qual o Partido Trabalhista defende grande maioria.

EFE |

Os colégios eleitorais abriram às 5h (horário de Brasília) no território da região de Fife (leste da Escócia), vizinha à circunscrição representada pelo próprio Brown: Kirkcaldy e Cowdenbeath.

O Partido Trabalhista obteve sua cadeira nesta circunscrição nas eleições legislativas de 2005 com 19.395 votos, 10.664 votos a mais que o Partido Nacionalista Escocês (SNP), que teve 8.731. Os liberal-democratas tiveram 4.728 e o Partido Conservador conseguiu apenas 2.651.

Embora esta circunscrição seja considerada uma cadeira trabalhista relativamente certa, existe o risco de nestas eleições ela ser conquistada pelos nacionalistas, que em agosto já conseguiram reverter um resultado ainda mais desfavorável na circunscrição de Glasgow East.

Após um desastre eleitoral nos últimos pleitos municipais, que incluiu a perda da Prefeitura de Londres, Brown teve nas últimas semanas uma grande recuperação nas pesquisas de popularidade, principalmente por causa de sua gestão da crise econômica.

Embora os trabalhistas continuem vários pontos percentuais atrás dos conservadores, readquiriram a esperança de uma vitória nas próximas eleições gerais, previstas para 2010.

Brown visitou a circunscrição de Glenrothes duas vezes na campanha - ele não havia participado de nenhuma eleição parcial desde que se tornou primeiro-ministro. O ex-vice-primeiro-ministro John Prescott e o ministro das Finanças britânico, Alistair Darling, também estiveram no local.

Os líderes dos outros partidos a visitaram várias vezes, mas o que mais campanha fez é o líder nacionalista Alex Salmond, que visitou a área mais de dez vezes com a esperança de garantir outra grande vitória.

Os colégios eleitorais fecharão às 20h (horário de Brasília) na região escocesa, que tem população estimada de 88.351 habitantes.

O resultado desta eleição parcial, que foi convocada pela morte, em agosto passado, do deputado John MacDougall, será conhecido no início de sexta-feira. EFE jm/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG