Brown manda mensagem otimista às vésperas de ano eleitoral

Londres, 29 dez (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, envia hoje uma mensagem de otimismo aos cidadãos do país convencido de que a recuperação econômica será um fato em 2010, ano no qual deverá convocar eleições no máximo até junho.

EFE |

Com números desfavoráveis em diversas pesquisas de opinião, Brown jogará todas as suas fichas em conseguir sair da profunda crise da economia britânica, que atravessa a recessão mais profunda do último meio século e que é a única entre as principais do mundo que ainda não voltou a crescer.

Na mensagem de fim de ano que gravou para o site de Downing Street e que foi antecipada por seu Gabinete, o líder trabalhista se compromete a estabelecer um "Mapa de Caminho" que "realmente volte a fazer o Reino Unido funcionar".

Brown bate na tecla da gestão econômica, insistindo em que apenas os trabalhistas têm a fórmula para voltar a crescer, reduzir o gigantesco déficit público e manter uma cobertura social mínima que siga garantindo o bem-estar social.

O primeiro-ministro também se compromete a realizar uma reforma "radical" da função pública, a "limpar a vida política", após o escândalo do uso abusivo generalizado de verbas parlamentares, e a fazer frente à ameaça terrorista.

Brown adiantará os pontos centrais de "um plano de prosperidade para um Reino Unido bem-sucedido, mais justo e mais responsável", que será divulgado na primeira semana de janeiro.

Em uma antecipação do que será a batalha eleitoral, Brown ataca o Partido Conservador, que aparece nas pesquisas de intenção de voto com uma cômoda vantagem de entre dez e 15 pontos sobre os trabalhistas, e caracterizará seus líderes como políticos "elitistas".

Destoando de uma ala de seu próprio partido, Brown apostará em retratar o líder conservador, David Cameron, como um produto político das classes altas do Reino Unido.

"Acredito que podemos criar uma década de prosperidade compartilhada, com oportunidades compartilhadas com justiça entre todos aqueles que trabalhem duro e que cumpram a lei", diz Brown.

"Minha mensagem hoje é simples. Não joguemos por terra a recuperação. A recuperação ainda é frágil", afirma. EFE fpb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG