Brown enquadra trabalhistas após receber novas críticas

Londres, 26 jul (EFE). O primeiro-ministro do Reino Unido, o trabalhista Gordon Brown, pediu hoje disciplina aos correligionários depois de receber novas críticas a sua liderança após a derrota do partido na quinta-feira em eleições parciais.

EFE |

"Devemos demonstrar que somos um partido disciplinado que continua com o trabalho de Governo", disse Brown em entrevista publicada no dominical "Sunday Mirror".

"Acho que as pessoas têm noção de que temos uma tarefa pela frente. Temos trabalho a fazer para nos preparar para o outono (hemisfério norte)", afirmou o líder trabalhista.

Dessa maneira, Brown respondeu às críticas de vários deputados trabalhistas que o culparam, neste sábado, do revés registrado na eleição parcial de um parlamentar realizada na quinta-feira na Inglaterra.

Os trabalhistas sofreram um duro golpe ao perder espaço aos conservadores na circunscrição de Norwich North, nos primeiros pleitos parciais realizados no Reino Unido após o famoso escândalo parlamentar do abuso de dinheiro público.

As eleições foram convocadas pela renúncia do trabalhista Ian Gibson, que deixou a cadeira, pressionado pela direção do partido, ao ser envolvido no caso.

O parlamentar trabalhista Barry Sheerman afirmou que o resultado eleitoral é uma "ferida autoinfligida", e advertiu Brown que tem até o final do verão (hemisfério norte) para provar que tem capacidade de liderança, já questionada em junho por deputados rebeldes que tentaram tirá-lo do poder.

A vencedora das eleições parciais, com 13.592 votos, foi a jovem conservadora Chloe Smith, que, com 27 anos, se tornou a deputada mais jovem da Câmara dos Comuns. EFE pa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG