Brown e Obama dizem que é preciso reforçar relações transatlânticas

Londres, 26 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o provável candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, chegaram hoje ao consenso de que, para fazer frente a alguns dos principais problemas do mundo atualmente, é necessário fortalecer as relações entre Europa e Estados Unidos.

EFE |

Após uma reunião com Brown na residência oficial do chefe do Governo britânico, em Downing Street, Obama disse a jornalistas que o encontro foi "maravilhoso" e "extraordinário".

Segundo o senador americano, ambos concordaram quanto à importância de "as relações transatlânticas serem relançadas, para que problemas que nenhum país consegue resolver sozinho", como o terrorismo, a mudança climática e a crise econômica mundial, "possam ser solucionados".

Obama disse ainda que Brown está especialmente interessado em criar instituições internacionais para tratar do último desses temas, no que poderá contar com o apoio dos Estados Unidos, caso derrote o senador republicano John McCain nas eleições presidenciais de novembro.

Brown e seu convidado também conversaram sobre o processo de paz no Oriente Médio. Segundo o americano, EUA e Reino Unido estão compromissados em ajudar Israel e os palestinos a chegarem a uma boa solução.

Relaxado e sorridente, Obama agradeceu o Reino Unido por sua presença militar no Afeganistão, país ao qual gostaria de enviar mais tropas, americanas e de outros países, paralelamente à retirada, em 16 meses, dos soldados que se encontram no Iraque.

Aos jornalistas, Obama afirmou que não esperava que sua viagem ao exterior - planejada para fortalecer suas credenciais em política externa, segundo analistas - teria um impacto político imediato em seu país, a ponto de levá-lo a esperar uma queda nas pesquisas.

"Esta viagem é importante porque estou convencido de que muitos dos assuntos que enfrentamos em casa não serão resolvidos de uma maneira muita efetiva se não tivermos parceiros no exterior", declarou.

Após a reunião com Brown, o senador vai se reunir no Parlamento com o líder do Partido Conservador, David Cameron.

Antes de se encontrar com o atual chefe do Governo britânico, Obama recebeu no hotel em que está hospedado o ex-primeiro-ministro Tony Blair, enviado do Quarteto de Madri para o Oriente Médio.

Segundo um porta-voz de Blair, ambos "trocaram pontos de vista sobre a situação no Oriente Médio" e falaram sobre o trabalho do ex-primeiro-ministro para conter a mudança climática. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG