Brown diz respeitar e entender renúncia de secretária

Londres, 3 jun (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, respeita e entende a decisão de Hazel Blears de renunciar ao cargo de secretária de Estado para as Comunidades, declarou um porta-voz da residência oficial de Downing Street.

EFE |

Brown considera que Blears, cujo trabalho era o de impulsionar a integração entre as comunidades locais, deu uma "contribuição excepcional à vida pública", disse a fonte.

"Estes são momentos difíceis quanto à confiança e à fé que o povo tem em todo o processo político", ressaltou o porta-voz em referência ao escândalo do uso abusivo de verbas públicas por parlamentares do Reino Unido.

A fonte oficial destacou que Brown considera como seu "dever" fazer o que for necessário para restabelecer a confiança no sistema político e ajudar o país a superar a crise econômica.

A renúncia ocorre um dia depois que a ministra do Interior, Jacqui Smith, também manifestasse sua intenção de renunciar quando da próxima reformulação do gabinete do primeiro-ministro, o que pode ocorrer na sexta-feira ou na segunda-feira.

A saída de Blears representa um duro golpe para Brown, às vésperas de eleições vistas como um teste para sua sobrevivência como líder trabalhista.

Em comunicado divulgado hoje no qual comunica sua renúncia, a agora ex-secretária de Estado pediu aos eleitores para que apoiem o Partido Trabalhista nas urnas amanhã.

Blears esteve envolvida em uma polêmica relacionada ao uso de dinheiro público destinado a moradias para parlamentares. Ela não pagou impostos pela venda de um apartamento ao apresentá-lo como sua residência principal, apesar de ter pedido verbas oficiais por esse mesmo imóvel após qualificá-lo como sua moradia secundária.

Atualmente, os deputados do Reino Unido podem reivindicar boa parte do custo de manter uma segunda residência se suas obrigações parlamentares assim o justificarem. EFE vg/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG