Brown diz que tropas britânicas iniciarão retirada do Iraque em maio

As forças britânicas mobilizadas no Iraque iniciarão uma rápida retirada em 31 de maio e a maior parte do contingente terá saído do país no final de julho de 2009, informou nesta quinta-feira o primeiro-ministro britânico Gordon Brown na Câmara dos Comuns.

AFP |

Depois de julho, permanecerão em solo iraquiano menos de 400 soldados, dos 4.100 que se encontram atualmente concentrados principalmente no aeroporto de Basra (sul).

"A modificação fundamental da missão será realizada no mais tardar em 31 de maio de 2009. Nesse momento, iniciaremos uma rápida retirada de nossas tropas, reduzindo-as de 4.100 a menos de 400", acrescentou.

"A maioria dos soldados que permanecerem se dedicarão principalmente ao treinamento naval", afirmou ainda.

Na véspera, em uma visita supresa ao Iraque, Brown anunciou que a missão das forças britânicas no Iraque seria concluída no primeiro semestre de 2009.

"O papel desempenhado pelas forças de combate britânicas está chegando ao fim. Estas forças terão concluído sua missão no primeiro semestre 2009 e, então, deixarão o Iraque", afirmou em um comunicado conjunto assinado pelo premier iraquiano Nuri al-Maliki e seu colega britânico.

"Nossa missão estará terminada em 31 de maio no mais tardar. E depois nossas tropas retornarão para casa em dois meses", disse na ocasião.

No entanto, Nuri al-Maliki lembrou que existe uma cláusula que permite ao governo iraquiano pedir uma extensão da presença de tropas estrangeiras.

O governo iraquiano aprovou na terça-feira passada um projeto de lei que determina que as tropas estrangeiras da coalizão, com exceção dos oficiais dos Estados Unidos, devem deixar o país até 31 de julho de 2009.

O projeto ainda será submetido ao Parlamento.

Desde a invasão do Iraque, em março de 2003, 178 soldados britânicos morreram neste país.

rjm-kat/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG