era da irresponsabilidade financeira deve acabar - Mundo - iG" /

Brown diz que era da irresponsabilidade financeira deve acabar

Nações Unidas, 26 set (EFE) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, afirmou hoje na ONU que a era da irresponsabilidade deve acabar, em referência à crise financeira mundial.

EFE |

"A prioridade é estabilizar os ainda turbulentos mercados" e, nos próximos meses, "trabalhar juntos para reformar o sistema financeiro com base em princípios claros", afirmou em discurso perante a Assembléia Geral das Nações Unidas.

Nesse sentido, destacou que "a confiança no futuro é necessária para conseguir a confiança no presente".

"A confiança se consegue mostrando que os problemas globais que temos hoje podem ser canalizados com soluções globais coordenadas", acrescentou.

O primeiro-ministro do Reino Unido sugeriu cinco princípios sobre os quais a comunidade internacional deve trabalhar unida: transparência, uma maior eficácia na regulação bancária, integridade nas empresas, controlar as agências de crédito para cuidar dos interesses dos investidores e vigiar os fluxos de capitais.

Ele lembrou que o Reino Unido apóia o estabelecimento de um organismo global que supervisione as mais importantes instituições financeiras e que possa funcionar ainda este ano.

As instituições internacionais criadas no final da Segunda Guerra Mundial não estão de acordo com a mudança global econômica e são necessários reguladores nacionais e que a movimentação internacional de capital seja transparente, disse.

Brown reivindicou uma nova ordem financeira internacional baseada na transparência, e não na opacidade, e que vigie os excessos e reivindique responsabilidades, impedindo a impunidade tanto em nível global quanto nacional.

Além disso, destacou que a atuação global deve se estender a outros campos, entre os quais citou a mudança climática.

O chefe do Governo britânico lembrou também que as instituições mundiais têm como desafio a luta contra a pobreza, os conflitos existentes, a justiça e a intolerância.

Neste sentido, Brown pediu um maior esforço para resolver conflitos internacionais tais como o de Oriente Médio, Chipre, Afeganistão ou Sudão, e considerou que a ONU deve seguir trabalhando com constância para colaborar em uma solução.

No Afeganistão, disse, as forças multinacionais tentam reverter a situação após quase duas gerações de conflito quase constante.

"Quando o Governo afegão puder erradicar de seu território a Al Qaeda e seus associados, então a comunidade internacional terá cumprido sua missão", afirmou. EFE va/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG