Brown diz que processo político na Irlanda do Norte é irrevogável

Belfast, 9 mar (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, disse hoje, durante uma visita à Irlanda do Norte, que o processo político neste país agora é irrevogável.

EFE |

Brown fez esta declaração em Stormont, sede do Parlamento norte-irlandês, enquanto se reunia com lideranças políticas, às quais pediu unidade frente ao atentado que matou dois militares e feriu 4 pessoas no sábado.

"(Todos os políticos) querem enviar a mensagem ao mundo, como eu também faço, de que o processo político não será e jamais poderá ser quebrado", afirmou.

O IRA Autêntico, uma cisão do já inativo Exército Republicano Irlandês (IRA), assumiu ontem a autoria do atentado que matou dois soldados e feriu outros dois militares e dois entregadores de pizzas.

Os soldados mortos, que seriam enviados ao Afeganistão, são os ingleses Mark Quinsey, de 23 anos, de Birmingham, e Cengiz "Patrick" Azimka, de 21, do norte de Londres, confirmou hoje o Exército britânico.

As duas mortes causadas pelo atentado são as primeiras que as Forças Armadas britânicas sofrem na Irlanda do Norte desde 1997, quando Stephen Restorick morreu baleado por um franco-atirador do IRA, à época ainda ativo.

Em outro atentado, o IRA Autêntico matou 29 pessoas e feriu outras 300 em 15 de agosto de 1998, na cidade norte-irlandesa de Omagh. EFE jm/jp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG