Brown considera estudar novas sanções contra junta birmanesa

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse neste sábado que considera a possibilidade de impor novas sanções internacionais contra a junta birmanesa, depois que esta se recusou a permitir um encontro entre o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e a opositora Aung San Suu Kyi.

AFP |

"Esperamos o relatório do secretário-geral", destacou Brown em um comunicado. "Espero que ainda exista a possibilidade de uma mudança de foco por parte de Mianmar".

"Se este não for o caso, minha triste conclusão é que o regime birmanês vai obrigar a comunidade internacional a estudar um fortalecimento de seu isolamento, que inclui a possibilidade de mais sanções", acrescentou.

lgo/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG