farsa - Mundo - iG" /

Brown classifica julgamento de Nobel da Paz birmanesa como farsa

Londres, 24 jun (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, classificou hoje como farsa o julgamento da líder opositora birmanesa e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, e defendeu a aplicação de novas sanções ao regime de Mianmar se ela não for libertada.

EFE |

O processo "é completamente inaceitável não só para nós, mas para todos os membros da comunidade internacional", completou Brown, em seu depoimento semanal à Câmara dos Comuns britânica.

O premiê britânico defendeu também a adoção de novas sanções ao regime militar birmanês se Suu Kyi não for libertada, como expressou o Conselho Europeu na cúpula de semana passada em Bruxelas.

"Na última reunião do Conselho Europeu, enviamos a mensagem contundente de que, a menos que sejam adotadas ações para libertar Aung San Suu Kyi, estamos preparados para impor mais sanções contra o regime", reforçou o chefe do Governo britânico.

Além disso, Brown revelou que encorajou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a visitar o país asiático "tão logo seja possível".

Por meio de seus advogados, Suu Kyi defendeu hoje em um tribunal superior de Mianmar seu direito a apresentar mais testemunhas em seu julgamento por supostamente violar em maio os termos da prisão domiciliar que cumpria desde 2003.

A líder opositora completou 64 anos na última sexta-feira, e encontra-se detida na penitenciária de Insein, nos arredores de Yangun. EFE pa/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG