Brown: ataque contra base militar no Ulster não vai atrapalhar processo de paz

O primeiro-ministro britânico Gordon Brown afirmou neste domingo que a morte de dois soldados no ataque contra uma base militar do Reino Unido na Irlanda do Norte não vai tirar dos trilhos o processo de paz na província, que conta com o apoio da população.

AFP |

"Nenhum assassino poderá tirar dos trilhos o processo de paz que conta com o respaldo da grande maioria da população da Irlanda do Norte", declarou Brown, em sua primeira reação ao ataque perpetrado na noite de sábado.

"Vamos aumentar nossos esforços para que o processo de paz continue", acrescentou, denunciando o que chamou de um atentado "covarde".

"Nossa prioridade sempre foi a segurança das pessoas na Irlanda do Norte, e faremos tudo o que for possível para garantir que o país tenha segurança", indicou.

Às 21H40 GMT de sábado, homens fortemente armados atacaram o quartel general de um regimento de engenharia em Massereene, no condado de Antrim, a cerca de 25 quilômetros de Belfast.

O ministério da Defesa britânico confirmou a morte dos dois soldados.

A polícia do Ulster (PSNI) informou que outras quatro pessoas - entre elas dois militares - ficaram feridas no ataque, e que uma delas está em estado crítico.

cyb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG