Brown apóia pressão sobre Mugabe, apesar do acordo com a oposição

Londres, 23 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, se mostrou hoje a favor de continuar a pressão internacional sobre o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, apesar do acordo entre o Governo zimbabuano e a oposição.

EFE |

Ao final de uma reunião hoje com o primeiro-ministro queniano, Raila Odinga, realizada na residência oficial de Downing Street, Brown disse que o memorando de entendimento assinado recentemente é um "passo adiante", que é "bem recebido".

"Mas tem que estar acompanhado pelo fim da violência contra o MDC (Movimento para a Mudança Democrática, da oposição), o pleno acesso humanitário das ONG para que seja possível prestar socorro aos que têm fome", afirmou Brown à imprensa.

"Qualquer Governo de transição deve representar a vontade da população, como ficou demonstrado claramente no final de março (pelas eleições)", acrescentou.

"Enquanto isso, seguiremos tomando medidas e apoiaremos sanções contra aqueles que são responsáveis pela violência", especificou o chefe do Governo britânico.

O primeiro-ministro insistiu em que Mugabe deve reconhecer que não ganhou nenhuma eleição de maneira justa.

"É importante ir à transição, a um Governo que tenha o pleno apoio da população do Zimbábue", disse. EFE vg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG