Brown apóia Mandelson na polêmica relação com magnata russo

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, destacou neste sábado que a Comissão Européia não detectou nada de prejudicial nas relações entre seu ministro do Comércio, Peter Mandelson, e o oligarca russo Oleg Deripaska, o que deflagrou uma tempestade política na Grã-Bretanha.

AFP |

As relações "já foram submetidas a (uma) investigação, no âmbito da Comissão Européia, quando (Peter Mandelson) era comissário (europeu de Comércio), e a conclusão foi que não houve nada de prejudicial", disse Brown, em visita à Escócia.

Pouco depois do retorno de Mandelson no governo trabalhista britânico, em setembro, os conservadores lhe pediram que explicasse seus vínculos com Deripaska.

Segundo seus críticos, os encontros representam um conflito de interesses, considerando-se as funções de comissário europeu que Mandelson desempenhava ao se encontrar com o magnata.

No verão passado (hemisfério norte), quando ainda era comissário do Comércio, Mandelson se reuniu com o magnata russo do alumínio Oleg Deripaska, no iate deste último na ilha grega de Corfu.

Esta semana, o caso se virou contra os próprios conservadores britânicos, quando veio à tona que o porta-voz do partido para assuntos econômicos, George Osborne, também se reuniu com Deripaska, em Corfu, em agosto.

elm/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG