Brown anuncia que os dois reféns britânicos no Iraque estão mortos

O primeiro-ministro britânico Gordon Brown declarou nesta quarta-feira que dois dos três britânicos que continuavam sequestrados no Iraque desde maio de 2007 provavelmente estão mortos.

AFP |

Brown ressaltou, no entanto, também acreditar que o terceiro refém, Peter Moore, ainda esteja vivo.

"Posso confirmar que, em 20 de julho, com grande pesar, o governo informou às famílias dos britânicos sequestrados no Iraque que Alan McMenemy e Alec MacLachlan, provavelmente estão mortos", afirmou Brown em um comunicado.

"Meus sentimentos estão com essas famílias, que, espero, tenham respeitada sua privacidade de que precisam para lidar com seu luto".

A imprensa britânica já havia antecipado a informação, sem citar fontes, de que dois reféns Alan McMenemy e Alec MacLachlan estariam mortos, menos de um mês depois que as autoridades iraquianas entregaram aos britânicos os corpos de dois de seus companheiros.

McMenemy e MacLachlan integravam um grupo de quatro guarda-costas encarregados da proteção de um consultor britânico chamado Peter Moore. Todos eles foram sequestrados por 40 homens armados e vestidos de uniforme da polícia iraquiana no ministério das Finanças de Bagdá, em 29 de maio de 2007.

Moore, de quem não se tem notícias desde o sequestro, trabalhava para a empresa americana BearingPoint, subcontratada por Washington para reativar a economia iraquiana.

Os iraquianos entregam em julho à embaixada britânica os corpos que posteriormente foram identificados como dos seguranças Jason Creswell, de 39 anos, e Jason Swindlehurst, de 38.

elm-ra/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG