Londres, 6 jan (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, afirmou hoje que o Oriente Médio está atravessando o momento mais infeliz, mas expressou confiança em que seja possível alcançar um acordo entre as partes para deter as hostilidades em Gaza.

Em declaração feita após vir a público o bombardeio israelense sobre uma escola da ONU no campo de refugiados de Jabalia, no qual, segundo fontes palestinas, 40 pessoas morreram, Brown disse: "este é o momento mais infeliz para o Oriente Médio e afeta o conjunto do planeta".

"Por esta razão, devemos conseguir a ajuda humanitária que estamos prometendo", acrescentou o primeiro-ministro do Reino Unido, que assegurou que manteve novas conversas com líderes internacionais para tentar avançar em direção a um acordo que permita conseguir o fim das hostilidades.

Brown informou de suas conversas com os Governos do Egito e da Turquia, e manifestou "esperança" em que "seja possível encontrar as bases sobre as quais declarar um cessar-fogo imediato".

Ele insistiu em que qualquer acordo passa por uma solução sobre o tráfico de armas em direção a Gaza através de túneis, e por ter as suficientes garantias sobre a segurança dos israelenses e da viabilidade de um Estado palestino. EFE fpb/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.