Brown adverte que crise levará 100 milhões à pobreza

Ao menos 100 milhões de pessoas serão empurradas para a pobreza e mais de 500 mil crianças morrerão devido à crise mundial, advertiu nesta sexta-feira o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, na abertura da Cúpula dos Líderes Progressistas, na cidade chilena de Viña del Mar.

AFP |

"A verdade é que 100 milhões de pessoas foram empurradas para a pobreza como resultado desta crise, e 30 milhões perderão seu emprego", disse o primeiro-ministro.

"Talvez, a pior estatística de todas seja a do Banco Mundial, que prevê que meio milhão de crianças morrerão, simplesmente, porque não terão o suficiente para sobreviver".

Brown, que falava para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o líder do Governo espanhol, José Luis Rodríguez, entre outros mandatários, disse que este é o momento dos governos agirem para "criar novos empregos e prosperidade".

"Chegou o momento dos líderes políticos colocarem as pessoas em primeiro plano, agora é o momento da política progressista".

nr/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG