consequências ao Sri Lanka se não parar conflito - Mundo - iG" /

Brown adverte de consequências ao Sri Lanka se não parar conflito

Londres, 16 mai (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, advertiu hoje ao Governo do Sri Lanka que haverá consequências se não permitir que a população civil tenha acesso à ajuda humanitária e não colocar fim no conflito com a guerrilha tâmil.

EFE |

"O Sri Lanka deve entender que haverá consequências por suas ações", afirmou Brown, em comunicado oficial.

O chefe do Governo de Londres lembrou que o Reino Unido pediu "repetidamente o fim da violência" no país asiático, ex-colônia britânica.

"Apoiamos os esforços da ONU para garantir um fim ordenado do conflito", disse o primeiro-ministro, ao ressaltar que "as agências de ajuda humanitária devem ter acesso aos civis presos no fogo cruzado de um terrível conflito".

Brown também pediu à guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) que renuncie às armas e permita a saída das zonas atingidas pelos enfrentamentos.

Em fevereiro, o Executivo do Sri Lanka rejeitou a designação do ex-ministro da Defesa Des Browne como enviado especial do Reino Unido para a ilha.

Antes da divulgação da declaração de Gordon Brown, o Governo cingalês afirmou hoje que suas tropas tomaram "a última faixa" sob controle da guerrilha tâmil e anunciou a "libertação total da linha de costa" da ilha.

O anúncio coincidiu com a visita do representante da ONU Vijay Nambiar, que deve chegar ao país para acompanhar a situação humanitária e se reunir com as autoridades cingalesas. EFE pa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG