Bronze de Cielo é o destaque do Brasil nos Jogos Olímpicos

Redação central, 13 ago (EFE).- O Brasil conquistou sua quarta medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim com o terceiro lugar obtido por César Cielo na prova dos 100m livre no Cubo Aquático.

EFE |

A judoca Edinanci Silva não garantiu mais um bronze ao Brasil por pouco e perdeu a medalha para a sul-coreana Gyeongmi Jeong.

O dia dos brasileiros começou com o a medalha de Cielo nos 100m livre, com o tempo de 47s67. O atleta terminou empatado com o americano Jason Lezak, que também ganhou bronze.

O ouro ficou com o francês Alain Bernard, com 47s21. A prata foi para o australiano Eamon Sullivan, com 47s32. O brasileiro havia ficado com o oitavo melhor das semifinais da prova, ao registrar 48s07.

Cielo ganhou três ouros e uma prata nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, no ano passado. Saiu-se vitorioso nos 50m livre, 100m livre e no revezamento 4x100m livre na ocasião, ficando em segundo no revezamento 4x100m medley.

Com 21 anos, o brasileiro, que foi o primeiro a vencer a barreira dos 22s nos 50m livre, estuda e treina em Auburn, nos Estados Unidos Cielo voltaria a aparecer bem nas eliminatórias dos 50m livre. O brasileiro quebrou o recorde olímpico na eliminatória dos 50m livre.

Com 21s47, superou a marca de 21s91 estabelecida pelo russo Alexander Popov nos Jogos de Barcelona, em 1992.

No entanto, o novo recorde durou pouco e, na bateria seguinte, o francês Amaury Leveux fez 21s46 e bateu a marca do brasileiro. Ainda assim, Cielo se classificou com o segundo melhor tempo.

Por outro lado, quem não teve a mesma sorte do nadador foi a judoca Edinanci Silva, que chegou à disputa pela medalha de bronze na categoria até 78 kg, mas perdeu por ippon para a sul-coreana Gyeongmi Jeong.

Já Luciano Corrêa foi derrotado por ippon na categoria meio-pesado (até 100kg) pelo holandês Henk Grol, campeão europeu, em sua estréia nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Além disso, a equipe brasileira de handebol masculino foi derrotada pela Polônia por 28 a 25, pelo grupo A dos Jogos de Pequim, e complicou suas chances de classificação à próxima fase.

A próxima partida da equipe é contra a China, às 22h de sexta (horário de Brasília). Esta foi a terceira derrota do Brasil na competição - antes, perdeu para a França (34 a 26) e a Croácia (33 a 14).

Já no vôlei de praia a dupla formada pelas brasileiras Renata e Talita encerrou sua participação no grupo F na liderança e invicta, ao superar as gregas Karantasiou e Arvaniti por 2 sets a 0, com parciais de 22-20 e 21-19.

Por outro lado, os comandados de Bernardinho chegaram à sua primeira derrota no vôlei masculino. A equipe foi derrotada por 3 sets a 1, com parciais de 22-25, 26-24, 31-29 e 25-19, em jogo tenso e emocionante.

O hipismo brasileiro também decepcionou no adestramento individual do hipismo nos Jogos Olímpicos de Pequim não conseguiu avançar à fase final da competição, realizada em Hong Kong.

O conjunto formado pela amazona Luiza Almeida e pelo cavalo Samba ficou apenas na 40ª posição, ficando fora do grupo dos 25 primeiros colocados - que avançam na competição. Já Leandro Aparecido da Silva ficou em 43º e também foi eliminado do adestramento individual.

No tênis de mesa, o Brasil perdeu para a Suécia, chegou à sua terceira derrota e está eliminado da competição. O confronto com a Suécia marcou a despedida do veterano mesatenista brasileiro Hugo Hoyama de Jogos Olímpicos. O paulista de 39 anos disputou sua quinta edição consecutiva da competição. EFE dp/fr/fal/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG