Britânicos vestidos de freira são liberados após prisão na Grécia

A Justiça da Ilha de Creta, na Grécia, determinou a libertação de 17 turistas britânicos que foram presos por comportamento ofensivo após serem flagrados usando fantasias de freira e roupas de baixo femininas. Os promotores retiraram as acusações contra os turistas, todos homens entre 18 e 65 anos, depois que nenhuma testemunha apareceu para dar depoimento e confirmar que tinha sido incomodada pelo grupo.

BBC Brasil |

Segundo o correspondente da BBC em Atenas Malcolm Brabant, os turistas são da região da cidade britânica de Bristol e saíram pelas ruas da cidade de Mália com as fantasias, levantando as saias para revelar seus traseiros e calcinhas estilo fio dental.

Os homens passaram a noite presos numa delegacia e compareceram a um tribunal da cidade de Héraclion nesta segunda-feira ainda usando as roupas com as quais foram detidos na madrugada de domingo.

Os turistas foram presos sob a acusação de "escândalo e uso inapropriado de uma fantasia ou uniforme".

De acordo com Brabant, nos últimos dois ou três anos, Malia se transformou em sinônimo de mau comportamento de turistas britânicos e agora é conhecida como a "central de festas" para estes turistas, um título que antes era dado a balneários como Faliraki, na ilha de Rodes, e Kavos, em Corfu.


Leia mais sobre Grécia

    Leia tudo sobre: grécia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG