Britânicos realizam debate eleitoral inédito pela TV

Brasileiros e americanos já estão acostumados aos debates eleitorais pela TV, mas os britânicos vão realizar nesta quinta-feira o primeiro de sua história. No programa, os telespectadores terão a oportunidade de analisar o desempenho dos três principais líderes partidários do país, que se enfrentam nas urnas no dia 6 de maio em eleições para o Parlamento.

BBC Brasil |

O primeiro-ministro Gordon Brown, do Partido Trabalhista, o conservador David Cameron, seu principal rival nas urnas e que está à frente nas pesquisas, e Nick Clegg, do partido Liberal Democrata, vêm se preparando intensamente para os três programas previstos para antes do pleito.

O embate desta noite, na cidade de Manchester, no norte da Inglaterra, será veiculado pela rede ITV às 20h30 (16h30, horário de Brasília), e deverá se concentrar em questões internas do país.

Um segundo debate será realizado no dia 22 e terá como tema principal a política externa, enquanto o terceiro, dia 29, deve destacar especialmente a economia. Os encontros serão realizados em diferentes áreas do país.

Segundo analistas da imprensa britânica, dificuldades de se chegar um acordo sobre as regras dos debates eleitorais foram um dos fatores que impediram que eventos do tipo se realizassem anteriormente.

Após negociações prolongadas entre os partidos e as emissoras, foram estabelecidas mais de 70 regras para os debates deste ano.

Ficou decidido, por exemplo, que os 30 minutos iniciais do programa de 90 minutos abordarão um tema específico e, a seguir, haverá um debate aberto alimentado por perguntas da audiência feitas por um mediador.

A reação do público também é alvo de normas: a plateia será convidada a aplausos no começo e no fim de cada um dos programas, mas não deverá reagir durante as respostas dos debatedores.

'Entrevista para emprego'
Os debates inéditos antes das eleições devem ser um desafio para os três líderes partidários.

A principal preocupação dos assessores de Gordon Brown é com o tempo limitado, já que o atual primeiro-ministro é conhecido por suas respostas detalhadas.

Já a assessoria do Partido Conservador avalia que David Cameron, que está na frente nas pesquisas de opinião, é quem tem mais a perder com a exposição no debate.

Já para Nick Clegg, de um partido menor, esta pode ser uma chance para se mostrar mais ao público.

Durante uma visita de campanha ao distrito eleitoral de Bolton West, nesta quinta-feira, Gordon Brown afirmou estar "ansioso" para participar do programa, mas admitiu algum nervosismo. Segundo ele, no entanto, esta será "uma oportunidade de falar diretamente à nação".

O conservador David Cameron, em campanha ao lado da mulher, Samantha, em Halifax, no norte da Inglaterra, disse que estava tentando adotar uma atitude "mais relaxada" antes do debate.

"Esta é uma grande oportunidade para tentar se comunicar com aqueles milhões de pessoas no nosso país que estão desligadas da política", disse.

O liberal-democrata Nick Clegg também manifestou entusiasmo pelo debate ao vivo. "É como fazer uma enorme entrevista para emprego na frente da nação inteira", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG