Britânico é libertado após dois anos de sequestro no Iraque

LONDRES - O consultor de informática Peter Moore, um dos cinco britânicos sequestrados no Iraque em maio de 2007, foi colocado em liberdade, confirmou nesta quarta-feira o ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, David Miliband.

iG São Paulo |

Segundo Miliband, Moore está em boas condições de saúde e nenhuma concessão foi feita para obter sua libertação. "Ele está sendo submetido a testes médicos e reencontrará sua família assim que possível quando chegar à Grã-Bretanha", afirmou.

AFP
Em vídeo, Moore apela por troca de prisioneiros

Em vídeo, Moore apela por troca de prisioneiros

Moore era um de cinco britânicos que foram capturados em Bagdá, capital iraquiana, há mais de dois anos. Em junho de 2007, dois corpos foram entregues às autoridades britânicas. O corpo de um terceiro britânico foi entregue em setembro deste ano. Acredita-se que o outro britânico também esteja morto.
Moore é um especialista em computação. Os demais britânicos eram guardas de segurança.
Os cinco homens foram sequestrados de dentro do Ministério das Finanças iraquiano, em Bagdá, por pessoas vestidas como forças de segurança e funcionários do governo.
Os sequestradores, de um grupo pouco conhecido autointitulado Resistência Xiita Islâmica do Iraque, divulgou pelo menos três vídeos durante o período desde o sequestro.
Em dezembro de 2007, a rede de televisão árabe al-Arabiya mostrou um vídeo de um homem condicionando a libertação dos reféns à retiradas de todas os soldados britânicos do Iraque.
Em fevereiro de 2008, Moore apareceu em um vídeo, fazendo um apelo para que o governo britânico concordasse com uma troca de prisioneiros.
A Embaixada Britânica no Iraque recebeu um terceiro vídeo em março deste ano, mas recusou-se a divulgar seu conteúdo.
Com informações da AFP e AP

    Leia tudo sobre: grã-bretanhairaqueseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG