Britânico e australiano são assassinados em Bagdá (embaixada da GB)

Um britânico e um australiano, membros de uma companhia de segurança no Iraque, foram assassinados neste domingo em Bagdá, onde também foram presos dois suspeitos britânicos, indicou um porta-voz da legação diplomática de Londres nesse país.

AFP |

"Investigamos um incidente que ocorreu durante a noite. Temos informações de que há dois mortos, um britânico e um australiano" além de um iraquiano ferido, afirmou o porta-voz Jawad Syed.

Ambos os homens, funcionários da empresa britânica ArmorGroup, foram assassinados dentro da Zona Verde, setor ultraprotegido de Bagdá onde estão localizados os edifícios do governo iraquiano e a embaixada dos Estados Unidos, explicou Syed à AFP.

"Dois suspeitos britânicos foram presos e permanecem detidos pela Polícia iraquiana", acrescentou o porta-voz diplomático. "Creio que também são funcionários da ArmorGroup", especificou.

O porta-voz militar de Bagdá, general Qassem Atta, indicou que apenas um autor cometeu o crime.

"O criminoso é um britânico que chegou ontem (sábado) do exterior. Beberam muito e tiveram uma briga. Ele sacou a sua arma e matou os dois homens. Depois, atirou em um civil iraquiano que trabalha para a mesma companhia", explicou.

"As forças de segurança o cercaram e ele se rendeu. Será julgado segundo a lei iraquiana", acrescentou o general.

Em um comunicado divulgado em Londres, uma diretor da ArmorGroup confirmou "a morte de dois funcionários (...)" na Zona Verde de Bagdá.

aub/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG