Britânico de 113 anos se torna o homem mais velho do mundo

Londres, 19 jun (EFE).- Um britânico de 113 anos e veterano da Primeira Guerra Mundial, Henry Allingham, se tornou o homem mais velho do mundo após a morte do que até agora ostentava o título, o japonês Tomoji Tanabe, confirmou hoje o Livro Guinness dos Recordes.

EFE |

Tanabe morreu hoje por causas naturais, também aos 113 anos, em sua casa de Miyakonojo (sul do Japão), segundo a agência local "Kyodo".

Allingham, que celebrou seu último aniversário no dia 6 de junho, é um dos dois únicos sobreviventes que restam no Reino Unido da Primeira Grande Guerra, e também o único membro fundador vivo da Real Força Aérea britânica (RAF).

O idoso, que vive em uma residência para antigos militares cegos em Brighton (sudeste da Inglaterra), viveu uma primeira metade de ano cheia de eventos.

Em março passado recebeu a Legião de Honra da França por serviços militares e também foi nomeado o primeiro membro honorário vitalício da Real Associação Naval britânica.

Em seus 113 anos, Allingham viu três séculos e seis monarcas, e tem cinco netos, 12 bisnetos, 14 tataranetos e um tatataraneto. EFE jm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG