Linda Norgrove havia sido sequestrada em 26 de setembro, juntamente com três afegãos, no leste do país

AFP
Linda Norgrove, 36 anos, trabalhava há vários anos para organizações humanitárias (foto de arquivo)
Uma britânica sequestrada no Afeganistão no fim de setembro foi morta na noite de sexta-feira durante uma operação de resgate. O anúncio foi feito pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido.

"É com profundo pesar que me vejo na obrigação de confirmar que Linda Norgrove, a trabalhadora humanitária sequestrada no leste do Afeganistão no dia 26 de setembro, foi morta por seus captores durante uma tentativa de resgate ontem à noite (sexta-feira)", disse o ministro das Relaçôes Exteriors, William Hague em um comunicado de seu gabinete.

De acordo com o ministro, a responsabilidade pelo "final trágico" repousa sobre os sequestradosres. "Tivemos informações do local onde Linda estava presa e decidimos, devido ao risco que corria, que a melhor chance de libertá-la sã e salva era agir com base nesta informação", explicou Hague.

Ajuda humanitária

Linda Norgrove, 36 anos, trabalhava há vários anos para organizações humanitárias no Peru, no Laos e no Afeganistão. Ela foi sequestrada no dia 26 de setembro, juntamente com três acompanhantes afegãos, na região leste do país.

A britânica também trabalhou para as Nações Unidas em Cabul entre 2005 e 2008, antes de voltar em fevereiro de 2010 como funcionária da ONG americana DAI, que terceiriza serviços para a agência de apoio ao desenvolvimento dos Estados Unidos (USAID).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.