Uma britânica de oito anos de idade morreu de inanição por se recusar a abrir a boca depois de uma operação para a retirada de dentes de leite. Sophie Waller, da Cornualha, no sudoeste da Grã-Bretanha, tinha tanto medo de dentistas que foi levada ao Hospital Royal Cornwall para a operação.

Depois do procedimento, a menina não abriu mais a boca e começou a ser alimentada por meio de tubos.

Três semanas depois Sophie morreu em casa. Foi aberto um inquérito para investigar a morte da criança.

Os pais de Sophie, Richard e Janet Waller, deram depoimentos no inquérito e afirmaram que Sophie sempre teve medo de dentistas e se recusou a comer ou falar quando um dente de leite começou a se soltar.

O médico de Sophie conseguiu marcar uma cirurgia no Hospital Royal Cornwall para a retirada do dente com anestesia geral.

Sophie foi internada no dia 7 de novembro de 2005. Na ocasião, a menina teve oito dentes de leite retirados para que ela não passasse novamente pelo trauma de perder outro dente.

Depois da operação, no dia 9 de novembro, Sophie se recusava a abrir a boca para comer ou falar e, ainda no hospital, começou a receber alimentação por meio de um tubo.

Ela saiu do hospital no dia 17 de novembro e foi para casa, mas a família foi avisada de que um leito no hospital estaria à disposição.

Apesar das tentativas de alimentar Sophie e da família ter pedido a ajuda de um psicólogo, a saúde da criança piorou e, depois de um tempo, ela mal conseguia andar. Sophie morreu em sua cama no dia 2 de dezembro.

Os pais da menina afirmam que quatro dias antes da morte dela eles ligaram para o hospital para avisar que estavam levando Sophie de volta, mas o hospital afirmou que isto não poderia ser feito.

Marion Brundell, patologista, afirmou no inquérito, que ainda continua, que Sophie morreu devido à insuficiência renal aguda devido à desidratação e inanição.


Leia mais sobre inanição

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.