Briga por cachorro que urinou dentro de casa provocou tiroteio em Pittsburgh

Washington, 5 abr (EFE).- Uma briga por causa de um cachorro que urinou dentro de casa foi o motivo que levou cinco policiais de Pittsburgh, nos Estados Unidos, ao imóvel, onde três deles foram assassinados a tiros e os outros dois ficaram feridos, informaram hoje as autoridades.

EFE |

Segundo um documento divulgado pelo Departamento de Polícia de Pittsburgh, tudo começou com uma acalorada discussão entre o atirador, identificado como Richard Poplawski, e a mãe deste, Margaret, porque "o cachorro tinha urinado dentro de casa".

O documento detalha as circunstâncias da discussão e diz que a mãe de Richard chamou a Polícia para denunciar que seu filho a estava incomodando.

A mulher confrontou o filho pelo incidente do cachorro e ela lhe disse que chamaria a Polícia para tirá-lo de casa.

Quando os primeiros policiais chegaram na casa, Poplawski, de 22 anos, abriu fogo contra eles.

Assim que Poplawski começou a atirar, sua mãe correu para o porão da casa e lá ficou durante as quatro horas em que seu filho trocou tiros com policiais antes de finalmente se entregar às autoridades.

Poplawski, que está internado em um local não divulgado com ferimentos em uma perna, foi acusado por homicídio e por diversos outros delitos.

As autoridades acham que o atirador, que usava um colete à prova de balas durante o tiroteio, fez mais de 100 disparos com um fuzil AK-47.

Segundo o chefe da Polícia de Pittsburgh, Nate Harper, a casa onde Poplawski morava já havia sido alvo de reclamações no passado.

A mãe do atirador disse à Polícia que este tinha ingressado na Infantaria da Marinha há alguns anos, mas foi expulso por ter agredido seu supervisor, segundo o documento divulgado hoje.

Desde então, Poplawski armazenava armas e munição e passou a se envolver com a compra e venda de armamento na Internet por acreditar que, "diante da crise econômica, a Polícia não teria capacidade de proteger a sociedade", diz o relatório. EFE mp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG