Sydney (Austrália), 25 abr (EFE).- Dois membros de gangues de artes marciais rivais morreram no Timor-Leste, país cuja estabilidade volta a ser ameaçada por uma escalada da violência, informaram hoje meios de comunicação australianos.

Um dos mortos no confronto, decorrente de uma vingança pelo assassinato na semana passada de um integrante de um dos bandos, foi encontrado decapitado, disse aos veículos o inspetor de Polícia Rogério Guterres.

Guterres acrescentou que a Polícia já identificou cerca de dez suspeitos e está a procura deles por toda a Baucau, distrito em que o crime aconteceu, na região leste da ex-colônia portuguesa.

As brigas entre membros de gangues rivais se tornaram comuns desde a crise de abril de 2006.

Há dois anos, o militar rebelde Alfredo Reinado liderou 599 militares expulsos do Exército por insubordinação em uma revolta que terminou com 37 mortos e mais de 100.000 deslocados. EFE mg/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.