Brian Cowen será o futuro primeiro-ministro da República da Irlanda

Dublin, 9 abr (EFE).- O vice-primeiro-ministro da República da Irlanda e Ministro das Finanças, Brian Cowen, foi eleito hoje líder do partido Fianna Fáil como passo prévio para substituir Bertie Ahern à frente do Governo de Dublin no próximo dia seis de maio.

EFE |

Segundo fontes do partido, a candidatura de Cowen, único aspirante ao posto, foi aprovada "por unanimidade" durante uma reunião parlamentar.

O futuro primeiro-ministro terá o título de "líder designado" até que Ahern abandone a direção do partido e a chefia do Governo irlandês no próximo mês, afirmam as fontes.

Ahern, Taoiseach (líder do governo) irlandês desde 1997, anunciou sua renúncia na última quarta por causa do escândalo por seu suposto envolvimento em um caso de corrupção na década de 90.

Advogado de formação, Cowen, de 48 anos, ganhou sua primeira cadeira no Dáil (Parlamento irlandês) em 1984, quando tinha 24 anos.

Com os anos desenvolveu uma imagem de grande político, hábil e eficaz, embora mais sério e menos popular em Dublin que seu antecessor, Bertie Ahern.

Em 1992 ele foi designado ministro do Trabalho, e um ano depois se tornou ministro da Energia.

Já em 1994 assumiu o Ministério de Transporte, Comunicações e Energia até a queda do Governo de coalizão entre seu partido e o Trabalhista.

Quando o Fianna Fáil retornou ao poder em 1997 Ahern o nomeou ministro da Saúde. Três anos depois se tornou ministro de Assuntos Exteriores, posto que ocupou por quatro anos, até chegar ao comando do Ministério das Finanças.

Conservador por natureza, especialistas não esperam que faça grandes reajustes no Gabinete quando assumir o Governo.

Sobre as relações de seu país com o Reino Unido, espera-se que sejam fluentes, já que Cowen e o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, se conhecem das cúpulas européias de ministros de Finanças.

EFE ja/rr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG