Brasileiros e indianos são os que mais respeitam o meio ambiente

Washington, 7 mai (EFE) - Brasileiros e indianos são os consumidores que mais respeitam o meio ambiente, seguidos de chineses e mexicanos, segundo um estudo da National Geographic e da GlobeScan publicado hoje.

EFE |

O relatório, que analisou o comportamento de 14 mil consumidores em 14 países em relação ao meio ambiente, revela que atualmente os cidadãos das nações em desenvolvimento têm hábitos mais ecológicos que os que vivem em lugares mais prósperos.

O estudo analisa quatro pontos onde o impacto ambiental é maior: transporte, habitação, alimentação e bens de consumo, dos quais os dois primeiros têm peso maior.

O índice Greendex concedeu aos brasileiros e aos indianos 60 pontos no ranking dos consumidores que mais respeitam o meio ambiente, enquanto China, no segundo lugar, recebe 56,1 pontos e México, em quarto lugar, 54,3.

Os consumidores americanos registram a pior pontuação e seus vizinhos canadenses se situam em penúltimo lugar.

Entre o Grupo dos Sete (G7, as sete nações mais industrializadas), os cidadãos de Reino Unido e Alemanha tiveram a maior pontuação, empatados em sétimo lugar.

Os franceses, por sua parte, tiveram a pior qualificação entre os países europeus.

Nas últimas posições do ranking geral estão os consumidores espanhóis, com o 10º lugar, à frente de japoneses, franceses, canadenses e americanos.

O estudo, elaborado este ano pela primeira vez e que será publicado anualmente a partir de agora, revela que os brasileiros recebem a maior pontuação na área de habitação.

Isto se deve ao pequeno tamanho de suas casas, medido pelo número de quartos por membros da família, e ao pouco uso de calefação, pela disposição de uma ampla penetração de energia renovável.

Os brasileiros são seguidos pelos indianos e mexicanos neste quesito.

No que se refere a transporte, os consumidores chineses lideram a classificação devido ao baixo número de automóveis utilizados entre a população.

Também neste caso, os brasileiros se sobressaem ao ocupar o segundo lugar, na frente dos indianos, enquanto o México conquistou o sexto lugar.

Na área de bens, a China lidera o ranking, seguida de Índia, Brasil e México, porque preferem produtos "verdes" e possuem relativamente poucos eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos mais baratos.

Por último, no quesito alimentação se destacam os cidadãos indianos, que têm um nível relativamente baixo de consumo de carne e comem grandes quantidades de frutas e verduras.

Neste caso, os brasileiros se situam no décimo lugar, à frente de Espanha, Estados Unidos, México e Japão.

O estudo também avalia a postura dos consumidores sobre o meio ambiente em relação à mudança climática, seu impacto em sua vida e em sua saúde, entre outros pontos de vista.

Os brasileiros ocupam o primeiro lugar entre os que afirmam que estão muito preocupados com os problemas ambientais, seguidos dos chineses e dos mexicanos.

Os mexicanos, por sua vez, conquistaram o primeiro posto dos que consideram que é preciso consumir muito menos para melhorar o meio ambiente para gerações futuras.

O estudo pretende inspirar os consumidores a adotarem um estilo de vida mais sustentável com o meio ambiente, afirmou na apresentação Terry García, vice-presidente executivo do Mission Programs da Nacional Geografic Society.

O vice-presidente executivo da GlobeScan, Lloyd Hetherington, assinalou que o índice demonstra que um estilo de vida "verde" é possível. EFE cae/iw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG