Brasileiros com filha doente de câncer têm que deixar R.Unido

Londres, 11 jun (EFE).- Os brasileiros Mauro Monteiro de Carvalho e sua esposa Neuza foram obrigados pelo Ministério do Interior britânico a sair do Reino Unido, onde estão cuidando da filha Giselle, gravemente doente de câncer, publica hoje o jornal The Independent.

EFE |

De acordo com o jornal, os pais de Giselle Carvalho-Norris, casada e com um bebê de 1 ano, chegaram ao Reino Unido com visto de turista válido por seis meses em outubro do ano passado, quando a filha recebeu o diagnóstico de um coriocarcinoma - câncer raro relacionado à gravidez -, e desde então permaneceram no país.

Após fazer com sucesso uma operação para extrair um tumor e um tratamento de quimioterapia, Giselle foi informada no final de 2008 que o câncer tinha se espalhado para o fígado, por isso terá que se submeter a outra cirurgia, programada para a próxima terça-feira.

Em sua carta de rejeição à solicitação dos pais, o ministério afirma que não pode lhes conceder o direito de permanecer no Reino Unido por razões "compassivas" - neste caso, para cuidar da doente -, porque a jovem já conta com o esposo Jeff, apesar de este ter que trabalhar para manter a família.

Segundo o ministério, a parte da lei que permite prolongar a estadia por essas razões "não foi pensada para permitir que pessoas cuidem das crianças do parente doente".

Em declarações ao jornal, Giselle disse estar "devastada" com a decisão das autoridades, e explica que seus pais foram um grande apoio "prático e emocional" nos últimos meses, ao cuidar dela "incondicionalmente durante as 24 horas".

"Com tanta incerteza sobre meu futuro, e sem saber se vou poder cuidar de meu bebê, sem eles estaria perdida", afirma a jovem, que indica que os pais não querem ficar no país de forma permanente, mas apenas "mais alguns meses". EFE jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG