Brasileiros afirmam que retirada de turistas do Chile começou

Segundo turista retido na Terra do Fogo por manifestantes contra aumento de gás, a Cruz Vermelha retirou crianças e idosos

Agência Brasil |

A Cruz Vermelha Internacional já está retirando os 1,2 mil turistas que ficaram retidos na Terra do Fogo, no Chile, sem poder deixar a região por causa de barricadas levantadas por manifestantes em protesto pelo aumento do preço do gás. De acordo com o brasileiro Guilherme Miqueluteti, que está na cidade de Puerto Natales, a Cruz Vermelha já retirou famílias com crianças, idosos e mulheres grávidas e as levou para o aeroporto de Punta Arenas, capital da Terra do Fogo. Segundo o Itamaraty, o consulado brasileiro conseguiu um acordo para que os 140 turistas passem pelos bloqueios .

Ele afirmou que dois ônibus estão fazendo a retirada das pessoas e que os veículos, identificados com bandeiras da Cruz Vermelha, são escoltados pelo Exército chileno. Ainda não há informações se os ônibus estão conseguindo passar pelas barricadas sem problemas.

“Eles [Cruz Vermelha] disseram que tiram todos nós neste sábado, mas duvido que isso aconteça. São dois ônibus para retirar 1,2 mil pessoas. Acho que vai demorar a madrugada toda”, afirmou Miqueluteti.

Outro turista brasileiro que também está preso na Terra do Fogo, Artur da Silva Reis, disse que aguarda a hora de deixar o abrigo onde está. “Estou na expectativa de sair. Estamos organizados em grupos. Espero que possamos sair ainda hoje”, disse Reis, otimista. De acordo com Reis, a Cruz Vermelha pediu que eles identificassem todas as malas com os seus nomes e a Polícia Federal chilena já carimbou todos os passaportes para que possam deixar o país.

Miqueluteti, por sua vez, mostrou apreensão com a saída da Terra do Fogo. “Vamos sair com escolta do Exército, passar por barreiras feitas pelos manifestantes. As pessoas daqui não queriam que saíssemos porque estavam nos usando como moeda de troca. Não acho que estamos seguros e não me dou ainda por salvo”, afirmou.

Os dois brasileiros explicaram que todos os turistas estão sendo levados para o aeroporto de Punta Arenas e de lá seguirão para seus destinos. Miqueluteti e Reis seguirão para El Calafate, na Argentina, em um avião da Força Aérea chilena e, de lá, embarcarão viagem para o Brasil.

    Leia tudo sobre: chileturistas brasileirosterra do fogogás

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG