Brasileiros acham que Japão é o país asiático que oferece mais oportunidades

Tóquio, 11 abr (EFE).- Quase metade dos brasileiros (46%) considera o Japão o país asiático que oferece mais oportunidades, na frente da China e da Índia, segundo uma pesquisa do Ministério de Assuntos Exteriores japonês publicada hoje.

EFE |

O estudo, realizado em janeiro deste ano com cerca de 1.000 habitantes de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, mostrou também que 34% dos entrevistados consideram que o Brasil deve fortalecer suas relações com o Japão, antes de que com a China (20%).

Além disso, a grande maioria (75%) é a favor de que o Japão se transforme em membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e 55% consideram que a influência japonesa como potência econômica dentro da ONU melhoraria a eficácia do organismo.

Para 58% dos brasileiros, o Japão é o país que mais conhecem, atrás apenas dos Estados Unidos, que é o mais conhecido para 78% dos entrevistados.

O motivo desta popularidade, segundo a pesquisa do ministério japonês, é que os brasileiros consideram o Japão como um país que conta com grandes avanços tecnológicos (39%), alta qualidade de vida (32%) e boa situação econômica (26%).

O relatório indica que os brasileiros vêem os japoneses como "corteses e diligentes", e que o que mais lhes atrai do Japão é a ciência e a tecnologia locais (47%), a comida japonesa (24%), a história e a cultura tradicional (15%).

A grande maioria considera positiva a influência dos descendentes dos imigrantes japoneses no Brasil - cuja chegada completa um século este ano - e também vê com bons olhos a contribuição japonesa ao desenvolvimento econômico do Brasil.

Precisamente, 72% dos brasileiros avaliam positivamente a contribuição japonesa para seu desenvolvimento econômico, enquanto 81% dizem que os descendentes de japoneses contribuem muito para a sociedade brasileira.

Brasil e Japão lembram este ano o centenário da primeira emigração de um grupo de cerca de 800 japoneses ao Brasil, em 1908.

Entre os eventos que serão organizados ao longo do ano, destaca-se a visita ao Brasil do príncipe herdeiro japonês Naruhito.

Atualmente, a comunidade brasileira é a mais numerosa das estrangeiras no Japão, com cerca de 300.000 pessoas. EFE icr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG