O Itamaraty confirmou nesta quinta-feira que o brasileiro Ronaldo Gomes Silva está entre as vítimas do acidente com o avião MD-82 da companhia Spanair, que pegou fogo na quarta-feira durante a decolagem no aeroporto de Madri.

Segundo a irmã, Rosana, o jovem de 25 anos havia se casado em julho na cidade de São Paulo com a cidadã espanhola Yanina Celisdibowsky, e ambos pretendiam passar a lua de mel atrasada nas ilhas Canárias.

"Vi cenas do acidente na televisão, mas foi o sogro de meu irmão que entrou em contacto com amigos em São Paulo, encarregados de nos avisar que os dois haviam morrido", disse Rosana Gomes Silva à rede de TV Globonews.

"Nossa embaixada na Espanha nos confirmou que havia um cidadão brasileiro entre as vítimas fatais, identificado como Ronaldo Gomes Silva. No momento, não temos informações adicionais sobre este passageiro", informou à AFP um porta-voz da chancelaria.

O brasileiro é um dos muitos estrangeiros mortos na maior tragédia aérea da Espanha nos últimos 20 anos.

Segundo informações provenientes das embaixadas, no vôo haveria ainda vítimas francesas, suecas, búlgaras, colombianas e talvez alemães.

ahg/cn/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.