Brasileiro é morto ao assaltar banco em Lisboa

LISBOA- A Polícia portuguesa confirmou hoje que um dos brasileiros que tentaram assaltar um banco no centro de Lisboa foi morto a tiros e que o outro ficou gravemente ferido, ao passo que os dois últimos reféns da dupla foram libertados e estão a salvo.

EFE |

Em um curto comunicado, Florbela Carrilho, comissária da Polícia de Segurança Pública (PSP), disse que, ao todo, seis pessoas foram feitas reféns, mas que quatro delas foram libertadas pouco depois.

Uma das pessoas soltas foi uma mulher de 52 anos que teve uma crise nervosa.

A nota não esclarece como os outros três reféns foram libertados antes do fim do assalto.

Carrilho disse ainda que, quando os assaltantes apareceram na porta do banco, com dois reféns sob a mira de suas armas, foi dada a ordem para que a "unidade tática do Grupo de Operações Especiais (GOE)" interviesse.

A comissária acrescentou que, até último minuto, a Polícia tentou negociar a libertação dos reféns sem recorrer à força. No entanto, segundo disse, os assaltantes ficaram nervosos e colocoram os funcionários do banco em uma situação de perigo.

Carrilho declarou que "mais tarde" serão dados novos detalhes do caso, que foi transmitido ao vivo por emissoras de TV locais.

Segundo informações da imprensa portuguesa, os assaltantes teria entre 20 e 30 anos.

Leia mais sobre: Imigrantes

    Leia tudo sobre: imigração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG