Brasileiro e mais 3 estudantes andarão 2,5 mil km por direitos de imigrantes

Washington, 1 jan (EFE).- Quatro alunos de colégios universitários na Flórida, entre eles um brasileiro, Felipe Matos, de 23 anos, iniciaram hoje uma caminhada de quase 2,5 mil quilômetros, de Miami até Washington, reivindicando direitos dos filhos de imigrantes ilegais.

EFE |

Além de Matos, o grupo é composto por Juan Rodríguez, colombiano que chegou aos EUA com seus pais, vindo da Colômbia, Carlos Roa, venezuelano de 22 anos, e Gabby Pacheco, de 24, do Equador. Todos foram morar no país quando eram crianças e têm excelentes notas em suas escolas.

O grupo, liderado por Rodríguez, presidente do grêmio estudantil do campus Interamericano do Colégio Universitário Miami Dade, denominou sua demonstração como "caminhada pelo caminho dos sonhos", e tem a meta de concluir a manifestação de aproximadamente 2.415 quilômetros no dia 1º de maio, no Distrito de Columbia.

Os estudantes, alguns dos quais residem legalmente nos Estados Unidos e outros não, consideram que chegou o momento de prestar atenção aos problemas encontrados pelas crianças trazidas por seus pais, frequentemente de maneira ilegal, e que depois enfrentam a deportação quando já se adaptaram a viver no país.

"Estou cansado de voltar à escola cada semestre e receber a notícia de que outro amigo foi detido e deportado", declarou Rodríguez, durante assembleia de seus simpatizantes, realizada recentemente.

Os estudantes pedem que o presidente Barack Obama ordene uma pausa na detenção e deportação de imigrantes ilegais que tenham filhos e cônjuges cidadãos americanos.

Também reivindicam que se ponha fim à deportação de jovens que chegaram aos EUA quando eram crianças, que estão no país de maneira ilegal mas que cresceram e querem concorrer à universidade ou ingressar às Forças Armadas em troca da legalização de seu status.

EFE jab/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG