Brasileiro acusado de quatro mortes é entregue à força europeia no Chade

O brasileiro Josafá de Moura Pereira, membro da Legião Estrangeira francesa acusado de matar quatro pessoas no Chade na semana passada, foi entregue nesta terça-feira à força europeia que atua no país africano, a Eufor, informou à BBC Brasil o serviço de comunicação do Estado-Maior das Forças Armadas da França.

BBC Brasil |

Autoridades militares do Chade haviam afirmado no final de semana à BBC Brasil que o soldado brasileiro seria entregue à Eufor "assim que a França assumisse o compromisso de indenizar a família do camponês chadiano morto".

O Estado-Maior confirmou que "o princípio da indenização foi garantido", mas não esclareceu se ela será feita pelo governo francês ou pela União Europeia, já que o soldado da Legião Estrangeira atuava na força de intervenção rápida do bloco.

O serviço de comunicação também não informou se o montante da indenização à família do camponês já foi fixado.

Extradição

A data para a transferência do brasileiro à França e os procedimentos da extradição também ainda não foram definidos, segundo o serviço do porta-voz.

Um acordo firmado entre a União Europeia e o Chade sobre o estatuto dos soldados da Eufor prevê que os tribunais do país da nacionalidade do soldado têm prioridade para julgar ações na Justiça.

O Exército francês afirma que o brasileiro estava servindo sob a bandeira da França e, por isso, é considerado francês.

Pereira deve ser julgado pelo Tribunal das Forças Armadas de Paris, que tem competência para julgar os crimes e delitos cometidos por militares franceses em operações no exterior.

Além do camponês chadiano, Pereira é acusado de matar, na terça-feira da semana passada, dois outros legionários e um soldado togolês da missão da ONU que atua no país, a Minucart.

Desde meados de março, a Eufor está sendo substituída no Chade pelas forças da Minucart. Os crimes foram cometidos em Abéché, no leste do país, onde o legionário brasileiro foi detido na quinta-feira passada enquanto tentava beber água em um poço.

A Legião Estrangeira francesa é uma força militar formada por voluntários pagos, sob comando da França, que atua em diversas regiões do mundo. A força diz em seu site em português que conta com 7.699 integrantes.

Leia também:


Leia mais sobre brasileiros no exterior

    Leia tudo sobre: chade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG