Brasileiro acusado de atirar em músico nos EUA jura inocência

MIAMI - O brasileiro Francisco Oliveira, acusado de tentar assassinar o compositor colombiano Estéfano, negou hoje as acusações e assegurou que quando o incidente aconteceu estava com sua esposa preparando a festa de aniversário de sua filha.

EFE |

Oliveira testemunhou no quinto dia do julgamento que acontece em um tribunal de Miami e é possível que o júri, composto por seis pessoas, comece a deliberar hoje ou na quarta-feira.

Com ajuda de um tradutor, o brasileiro assegurou que não atentou contra a vida de Estéfano, que não esteve na casa do artista e que também não forneceu maconha nem roubou dinheiro dele.

Segundo documentos judiciais, o brasileiro é acusado de atirar em Estéfano e feri-lo com gravidade na casa do compositor, onde teria ido para levar drogas ao artista.

Estéfano é produtor e já compôs música para artistas como Gloria Estefan, Marc Anthony, Shakira, Ricky Martin, Julio e Enrique Iglesias.

Leia mais sobre brasileiro julgado nos EUA

    Leia tudo sobre: julgamento nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG