Brasileira receberá faixa de Rainha Hispanoamericana após prisão de mexicana

La Paz, 27 dez (EFE).- A brasileira Vivian Noronha conquistou hoje a coroa de Rainha Hispanoamericana, após a Bolívia ter destituído a mexicana Laura Zúñiga Huizar, detida no México com um grupo de supostos traficantes de drogas, informou hoje a imprensa local.

EFE |

A decisão foi tomada nesta sexta-feira pela empresa Promociones Gloria, que organiza os concursos de beleza na Bolívia e que, em 31 de outubro, coroou Laura com o título, entre representantes de 19 países, na cidade de Santa Cruz, leste boliviano.

A companhia destacou que a destituição é uma "conseqüência dos fatos de conhecimento público nos quais Laura Zúñiga se viu envolvida", disseram os jornais.

O "El Deber", de Santa Cruz, informou que Tatiana Limpias, gerente da Promociones Gloria, afirmou que a mexicana descumpriu o regulamento, que exige da vencedora "um comportamento adequado, estar afastada de escândalos e maus hábitos, e ser um bom exemplo para a sociedade".

Laura Zúñiga, de 23 anos, também ganhadora este ano do concurso Nuestra Belleza Sinaloa, foi detida no começo da semana com sete homens, com armas e milhares de dólares na cidade de Guadalajara, no México.

O suposto namorado da mexicana, Ángel Orlando García Urquiza, também detido, é irmão de Ricardo García, conhecido como "El doctor", um dos chefes do poderoso cartel de Juárez.

Após a entrega da coroa a Vivian Noronha, em janeiro, a vice-rainha passará a ser a paraguaia Gabriela Rejala. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG