Brasileira que caiu de prédio será enterrada em Portugal

Corpo de modelo de 17 anos, que morreu na sexta-feira após cair do 15º andar, foi liberado do IML depois de autópsia

iG São Paulo |

A modelo brasileira Jeniffer Corneau Viturino, que morreu na sexta-feira após cair do 15º andar do prédio do namorado, Miguel Alves da Silva, será enterrado em Portugal. O corpo da brasileira de 17 anos foi liberado pelo Instituto de Medicina Legal de Lisboa (IML), depois passar por uma autópsia na segunda-feira, e aguarda a chegada do pai da brasileira, Girley Viturino, para ser sepultado.

Reprodução
A modelo brasileiro Jeniffer Viturino, em foto publicada pela revista portuguesa "J"
A capixaba vivia em Portugal há cerca de três anos e meio com a mãe, Solange, o padrasto e o irmão, Johnathan. “Ela estava fazendo três desfiles por semana e já não dependia de nós para nada”, contou o pai, Girley Viturino, em entrevista ao iG . “Além disso, continuava estudando, incluindo francês, inglês e português.”

Apesar de a polícia portuguesa ainda não ter encontrado quaisquer evidências de que Jeniffer tenha sido assassinada, os pais da jovem não creem na hipótese de suicídio.

Segundo Viturino, a filha estava em uma fase boa da vida e não teria motivos para se matar. "Pode ter acontecido suicídio? Pode. Mas no meu ser, no meu coração de pai, eu não acredito. Pela pessoa que ela era, o jeito de ser, alegre, sorridente, meiga. E ela não estava aparentemente com algum problema. Ela puxou a mim. Quando estava com algum problema se isolava e isso não estava acontecendo", disse.

Sobre a carta supostamente deixada pela jovem, Viturino afirma que a mãe reconhece que letra é semelhante à da filha, mas o conteúdo não condiz com a realidade. Ele não descarta a possibilidade de a jovem ter sido obrigada a escrever a carta.

Namoro

Segundo o jornal português Correio da Manhã, Jeniffer afirmava querer colocar fim à vida por não aguentar mais a violência do namorado. O relacionamento dos dois durava um ano e meio, segundo a família da jovem.

A última vez que a mãe Solange Corneu viu a filha foi na quinta-feira passada. Ela jantou com o casal e, logo após, Miguel e Jeniffer foram para o apartamento dele. Segundo Solange, apesar das brigas constantes nos últimos dias, os dois estavam alegres e não mostravam qualquer anormalidade.

Há cerca de um ano, Girley recebeu uma ligação do empresário português Miguel Alves da Silva, herdeiro de uma fortuna ligada à aviação, que queria pedir a mão de sua filha em namoro. “Ele se mostrou muito cortês, gentil, tranquilo”, afirmou. Foi da janela do apartamento do empresário que Jennifer caiu na sexta-feira. O pai nunca soube de problemas no relacionamento do casal, mas a mãe, Solange, disse a jornais portugueses que Miguel era namorador e que a relação passava por uma fase conturbada.

Apesar de evitar acusar o empresário de estar envolvido no caso, Girley considera “estranho” o fato de ele ter demorado cerca de três horas para avisar a família de Jeniffer sobre o que tinha acontecido. “Isso me deixou com a pulga atrás da orelha”, afirmou.

*Com AE e informações da reportagem de Luísa Pécora, iG São Paulo

    Leia tudo sobre: jennifer viturinobrasileiraportugalmodelo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG