Brasil terá maior pavilhão da Exposição Universal de Xangai 2010

Xangai (China), 8 set (EFE).- Brasil contará com o maior pavilhão da Exposição Universal de Xangai 2010: um espaço de 2 mil metros quadrados que dará uma imagem moderna e avançada do Brasil, segundo informou à agência Efe seu comissário, Alessandro Teixeira.

EFE |

O Governo brasileiro preferiu concentrar seus esforços no conteúdo do pavilhão mais que na própria construção do edifício, e investirá no projeto entre R$70 e R$80 milhões (entre US$38,6 e US$44,2 milhões).

O pavilhão, que seguirá o lema "Cidades latentes: sinta a vida das cidades brasileiras", será decorado por fora com vigas de madeira brasileira pintadas de um chamativo verde, entrelaçadas de maneira abertamente inspirada no Estádio Olímpico Nacional de Pequim, o "Ninho de Pássaro" dos Jogos Olímpicos de 2008.

Ainda se desconhece a quantidade exata de madeira que será necessária para cobrir sua fachada, mas a estrutura do edifício já está construída, e agora falta completar o exterior e concretizar a forma como se apresentarão os conteúdos e levar a cabo o decorações interior, explicou Teixeira.

Brasil acaba de receber formalmente o pavilhão vazio, já terminado, que o Comitê Organizador da Expo lhe alugará, e "a partir de agora temos pela frente um trabalho muito duro em montá-lo, estruturá-lo interna e externamente, para que possamos ter tudo pronto a princípios do ano que vem", declarou.

Em seu interior, o Brasil mostrará a diversidade de seu povo, de suas cidades e o dinamismo de sua economia, assim como os avanços do país rumo a um modelo de desenvolvimento mais sustentável, lembrando de conquistas como que 44% da energia do país provém de fontes renováveis ou em seus programas de integração social.

Seus projetos de gestão e tratamentos de águas, transporte urbano, infra-estruturas ou paisagismo se verão refletidos através de materiais audiovisuais interativos em duas salas dedicadas a mostrar as "cenas urbanas" e as "cidades latentes" do país, e serão completos com um restaurante e um salão de atos.

Dentro de uma semana, uma comissão de licitação do pavilhão brasileiro elegerá qual dos 19 consórcios de construção pré-selecionados pelo Comitê Organizador da Exposição Universal de Xangai 2010 será o responsável pelo desenho a apresentação concreta do interior.

O pavilhão, que espera receber entre maio e outubro de 2010 entre 3 e 4 milhões de visitantes (dos 70 milhões que se prevê que passem pela Expo), articulará também uma programação cultural diferente para cada um dos seis meses que durará o evento, e cada mês se concentrará em apresentar duas cidades brasileiras.

O futebol também estará presente mas, embora organizadores do pavilhão asseguraram à imprensa chinesa que jogadores como Kaká e Ronaldinho Gaúcho poderiam chegar a passar pela Expo, Teixeira se limitou a dizer que "como organizaremos a Copa do Mundo de 2014, estaremos presentes com imagens e o trabalho feito para a Copa". EFE jad/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG