Brasil teme que doações de alimentos limitem produção local do Haiti

Brasília, 26 fev (EFE).- O Governo do Brasil teme que as doações de produtos estrangeiros para a reconstrução do Haiti, devastado pelo terremoto de 12 de janeiro, limitem a produção local e por isso a cooperação brasileira será em dinheiro, afirmou hoje o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

EFE |

Em encontro com o subsecretário para Assuntos Políticos dos Estados Unidos, Willian Burns, Jobim disse temer que a chegada de alimentos restringem a produção dos haitianos e desestimula o mercado local.

"Por isso, o Governo brasileiro dará prioridade à ajuda em dinheiro e estimulará a produção local com assistência técnica", ressaltou Jobim em declarações divulgadas pelo Ministério da Defesa.

Segundo a nota, Jobim agradeceu a Burns a cooperação do Governo americano às tropas brasileiras que estavam no Haiti no momento do terremoto e que participaram dos trabalhos de resgate.

Ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou ao Haiti e, após visualizar a magnitude da tragédia, se reuniu com seu colega haitiano, René Préval.

Segundo números oficiais, cerca de 217 mil pessoas morreram no terremoto. EFE wgm/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG