Brasil também investigará crimes cometidos por opositores à ditadura

Rio de Janeiro, 13 jan (EFE).- O Governo do Brasil investigará os crimes cometidos pelos opositores à ditadura (1964-1985), além de esclarecer sobre os atos de repressão dirigidos por militares, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Depois de dar sinal verde à investigação dos militares em dezembro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje um decreto para estender a investigação a todas as "violações de direitos" ocorridas na época mais turbulenta da história recente do país.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira em reunião entre o líder, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o titular da secretaria especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que semanas atrás trocaram críticas mútuas por suas divergências com relação ao projeto.

Segundo informaram diversos meios no mês passado, Jobim ameaçou renunciar se o Governo limitasse a investigação somente aos atos cometidos pelo aparelho repressivo dos militares, deixando de lado os grupos de ativistas de esquerda.

Vannuchi colocou o cargo à disposição se fossem alteradas as diretrizes do programa de Direitos Humanos, enviado ao Congresso em dezembro, um projeto para investigar os crimes cometidos pela ditadura.

Na reunião de hoje foi acordado manter o texto inicial e apenas ampliar as atribuições da futura Comissão da Verdade para incluir os atos. EFE mp/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG